Posts recentes

Arquivo

Tags

posts relacionados

O USO DE TELAS prejudica a visão?

O uso de telas e eletrônicos tem aumentado substancialmente nos últimos anos.


Acreditem! Houve época em que celular só servia para fazer ligação telefônica! Hoje, esses aparelhos estão cada vez mais presentes no nosso dia a dia, da hora que acordamos (quem ainda usa despertador, que não o do celular?) até a hora que vamos dormir.

Síndrome da Visão de Computador

Atualmente, usamos tela ou eletrônico para trabalhar, para nos divertir, para nos informar e para socializar.


Agora pensa na chegada da pandemia, com a indicação de isolamento e quarentena, home-office e aulas online, além dos riscos inerentes à cada saída de casa. Claro que o tempo de tela aumentou vertiginosamente.


Com isso, temos percebido um número crescente de crianças com problemas visuais.


Então, primeiramente: já agendou sua consulta com o oftalmopediatra? Bora lá! Clique aqui!


O termo #SíndromeDaVisãoDeComputador é usado para descrever os sintomas decorrentes do uso prolongado de telas e eletrônicos: dor de cabeça, dor no pescoço, dor nas costas, distúrbios do sono, embaçamento e desconforto visual, fotofobia, dificuldade para focar, vista embaralhada, ressecamento ocular, falta de atenção e perda de concentração; dor, ardor e irritação ocular.


Isso tudo tem como causa o tempo ininterrupto de foco numa distância próxima, o fato de piscarmos menos ou de forma incompleta quando estamos diante do computador, bem como pelo uso de ventiladores no ambiente em que estamos ou pelo uso de ar condicionado.


O que podemos fazer para amenizar o incômodo causado pelas telas?

Em primeiro lugar, tentar reduzir o tempo diante da tela!

Em segundo lugar, fazer pausas de descanso, ainda que por um breve período de tempo: um minutinho que seja. A cada meia hoje, feche seus olhos, pisque repetidamente ou olhe através de uma janela.

Além disso, mantenha seu exame de vista em dia. Caso seu oftalmologista recomende o uso de óculos, não se esqueça de usá-los diante da tela. Alguns tipos de estrabismo ou transtornos da motilidade ocular podem piorar a situação. Uma avaliação com o especialista em estrabismo é importante, para o diagnóstico correto e orientação para o tratamento adequado.

Você também deve corrigir a postura ao sentar, utilize uma cadeira ergonômica e posicione a tela na mesma altura dos olhos ou ligeiramente inferior à linha dos olhos.

Por fim, desligue a tela no mínimo uma hora antes de dormir.


Qual deve ser a frequência do seu exame de vista?

Durante a consulta, seu oftalmologista vai te orientar sobre o intervalo entre das avaliações indicado para cada caso. Em se tratando de crianças, o exame preventivo (de quem não tem queixas ou problemas conhecidos) deve ser feito nas seguintes idades: um ano, três anos, seis anos e dez anos.


O excesso de uso de telas pode ter efeito também no comportamento. Este excesso pode ser responsável por sintomas de depressão, ansiedade, irritabilidade e agressividade. Também podem ocorrer distúrbios de atenção ou de aprendizagem e mau desempenho escolar. O sedentarismo também pode levar à obesidade.


O que a miopia tem a ver com isso?

Estamos vivenciando uma verdadeira epidemia de miopia. O aparecimento deste tipo de grau está diretamente relacionado com o excesso de trabalho de perto.


Qual a utilidade do filtro de luz azul?

Não há comprovação científica de que o filtro de luz azul possa amenizar os sintomas do cansaço visual ou da síndrome da visão de computador. Porém, "mal não faz", como se diz aqui em Minas. Se a família puder e quiser investir, pode-se optar pelo uso do filtro.


Mensagem final: visite seu oftalmologista regularmente!


Saiba mais sobre este e outros assuntos em nosso Instagram: @bem.te.ver.